domingo, 23 de janeiro de 2011

Gémeos

No catálogo de 1988 (Portugal) vinha um par de figuras de peso na hierarquia Cobra. Os Gémeos Tomax e Xamot, comandantes da Guarda Sanguinária (Crimson Guard).


Originais de 1985 (USA), os Twins eram a face empresarial da organização Cobra. O lado administrativo. Embora os tentáculos da organização terrorista tivesse outras fontes de "contorno" da lei como a Arbco, Naja Hanna Video Corp, entre outras. A empresa destes gémeos, Extensive Enterprises, lidava directamente com as necessidades dos Cobra e era esta a função para a qual fora criada, embora num universo paralelo houvesse uma ideia que já existia antes de ser "adquirida" pelos Cobra.



Quando não combatiam de fato e gravata a lutar pelos interesses dos Cobra, os Twins eram também admiráveis oponentes no campo de batalha militar liderando as tropa de elite Crimson Guard em perigosas missões.




Aproveitando a teoria da sensibilidade comprovada dos gémeos idênticos, a história de Tomax e Xamot era constantemente paralela e muitas vezes levada ao exagero. Quando um se encontrava numa situação dolorosa, essa dor era sentida pelo outro e assim acabavam por bater em retirada com as suas tropas. No entanto, essa ligação era geralmente mais útil do que comprometedora, sendo que lhes permitia transmitir ideias entre si sem proferir uma palavra e dando origem às interessantes linhas de diálogo que um iniciava e outro terminava.


Tomax e Xamot eram imagens espelhadas um do outro. A única diferença visível entre eles era a cicatriz que Xamot apresentava na face do lado esquerdo. Curiosamente, a cicatriz passou para o lado direito na série de TV da Sunbow/ Marvel (que nunca passou oficialmente na TV portuguesa mas alguns de nós podiam ver por satélite).


Os Crimson Guard Commanders eram figuras excepcionais. Embora inversamente iguais entre si, eram diferentes de todas as outras a muitos níveis. Eram figuras de comando, de facto. A pintura (em camadas e altamente frágil), o detalhe, a imagem, mostravam desde logo que não eram "simples" números. Eram líderes. A minha primeira parelha de gémeos sofreu muito e acabou por ter de ser substituída por outra. Todos os entusiastas que conheci e que os tenham tido na sua infância, adoravam estas figuras. E na eventualidade de se terem tornado coleccionadores, é mais que provável que os tenham de ter substituído algures no tempo. Afinal, eram para isso que serviam, para brincar.

   

Sem comentários:

Publicar um comentário