domingo, 6 de novembro de 2011

Veículo da semana: Cobra Stun

De volta a uma série dourada com um veículo excepcional! O Cobra Stun!


Original de 1986 (EUA) chegaria com o catálogo de 1988 (2ª série em Portugal).


A imagem de protótipo usada no catálogo de 1989 era a mesma que havia sido usada no catálogo do ano anterior, mas com o balão de conversação vinha mais uma curiosidade: o nome do piloto - Split. Não é certo se foi erro ou se seria o nome provisório da figura que acompanharia o veículo.


O Cobra Stun era um veloz veículo de ataque com particularidades e conceitos interessantes, sendo um deles relacionado com a movimentação das armas primárias. O assento da figura (encaixado no canhão) movia-se em consonância com a arma como se pode verificar na imagem.


Podia também ser operado (movimento e armamento) a partir do posto de comando do condutor. A insígnia Cobra estava moldada na cadeira e era um detalhe fantástico...


A separação lateral dos casulos de boron/epoxy era a sua imagem de marca. O raio de acção do seu poderio ofensivo aumentava de forma considerável.


A suavidade das curvas dos casulos contrastavam com a brutalidade da dimensão dos canhões, mas era uma interessante harmonia.


Os tampões das rodas (a lembrar os carros de combate de eras antigas) tinham reluzentes insígnias que serviam de escudos às rodas. A roda da frente era assente no sistema de monobraço.


Armamento: Canhões laser rotativos "Blazer" que serviam o propósito de ataque frontal. Para defesa da retaguarda, uma metralhadora de 9mm de carregador circular "Round-Off". Capacidade: 10. 3 artilheiros, condutor e até 6 passageiros.


Incluído com o Cobra Stun, vinha o seu piloto - Motor Viper. Altamente disciplinados, as unidades formadas por estes condutores/ pilotos de elite eram encarregues de patrulhas a alta velocidade. Diz-se que sem a educação e motivação que encontravam no curso, os candidatos eram potenciais Dreadnoks uma vez que a velocidade e perigo inerente eram elementos estranhamente apreciados por estes sujeitos.


Este veículo traz recordações de tempos a ver "Parabólica". Sem hipótese de ver na TV portuguesa, apanhávamos episódios da Marvel/Sunbow e claro, eventualmente, acabámos por ver o G.I.Joe - The Movie que estreara em 1987. Na sequência de abertura, uma unidade de Stuns entra numa base Cobra

Uma vista comum (infelizmente) é um Stun sem bandeiras ou apenas com as bases das bandeiras. São extremamente frágeis.

Sem comentários:

Publicar um comentário