segunda-feira, 11 de março de 2013

G.I.Joe vs Cobra - O regresso a Portugal

Em 2002, após uma longa ausência (oficial) de... 6 anos... regressavam os G.I.Joe às prateleiras portuguesas. O mote foi dado pela Auchan e aparentemente como um teste à eventual memória de uns e interesse de outros. Sem apoio de anúncios ou séries televisivas num mundo agora dominado por efémeras marcas que faziam milhões em curto espaço de tempo, as probabilidades estavam contra aquela que foi, e é a mais poderosa marca no mercado internacional, a Hasbro.

 

2002 apresentava ao mundo dos coleccionadores de G.I.Joe o termo "wave". Ao contrário do que era apanágio da marca (e de quase todas em geral nos anos 80 e 90), passavam a estar disponíveis várias "ondas" de figuras na mesma série (que geralmente compreendiam um ano comercial). Foi também a era de transfiguração destas figuras e uma adaptação à matéria e formulas usadas com aquela que era a grande aposta da Hasbro nesse período, Star Wars.


Cada "pack" de figuras trazia um poster que servia de catálogo e "checklist" da colecção. De um lado Cobra, do outro G.I.Joe. O logo usado celebrava de certo modo o regresso desta linha com o logo+marca dos anos 60/70. Como se estivessem a começar, o poster trazia explicações quanto à identidade das figuras. Do lado Cobra o Comandante dizia "Sou o líder do Império Cobra e a minha equipa não vai parar perante nada para governar o mundo". Do lado G.I.Joe Duke dizia "Sou o oficial de comando e a minha equipa é composta pelos mais duros soldados G.I.Joe que defenderão o mundo dos Cobra". Um pouco infantil, podiam esperar-se dificuldades de adaptação ao novo mundo que outrora governaram a seu bel-prazer...


Cada conjunto de figuras trazia ainda um "diorama" de cartão, com um cenário de certo modo contextualizado com uma das figuras. Este era mais um brinde um tanto ou quanto inútil uma vez que era demasiado pequeno para ser utilizado pelas duas figuras e demasiado confuso se usado em parceria com as demais personagens.


Com as figuras era incluída a ficha de identificação de cada uma. Na realidade, um cartão para as duas, incluíndo um tracejado que permitia recortar em dois. Enquanto nos EUA estes ficheiros eram completos com breve descrições das figuras à semelhança de todo o historial da marca, as figuras que chegaram a esta parte da Europa não só tinha diferenças na embalagem como na simplicidade gritante desta fichas. Assim, Cobra Commander, Líder Supremo dos Cobra, aptidão: Inteligência (espionagem/táctica) VS Snake Eyes, Comando, aptidão: Infantaria.  


Esta primeira leva de figuras incluía 6 Cobras e 6 Joes. E alguns dos mais icónicos também, embora não fossem os primeiros que haviam sido lançados nos EUA. Depois de Cobra Commander e Snake Eyes, vemos agora Dr. Mindbender, Mestre de Controlo da Mente e Beachhead, Ranger do Exército cuja aptidão era Infantaria.


Embora fosse com imensa alegria que via os G.I.Joe de novo a serem comercializados em Portugal, especialmente imaginando que fossem os primeiros de muitos (nos EUA e noutros países da Europa nunca mais pararam até à data desta publicação), a verdade é que foi sol de pouca dura, mas essa é uma história para ser continuada noutra entrada...


Com esta série eram testados novos esquemas de montagem de figuras. Embora a maioria apresentasse a engenharia a que estávamos habituados (com alguns milímetros a mais que faziam com que estas figuras se separassem da colecção de 82 a 94... expansível a 2001 (EUA), e portanto virtualmente impossíveis de ligar ao passado). Nunchuk tinha por exemplo pés que rodavam 360º, e Firefly pés que podiam ser ajustados num eixo vertical cerca de 30º.


Nunchuk, Especialista em Artes Marciais, era uma figura conhecida e que havia sido lançada em Portugal numa das últimas aparições apoiadas por desenhos animados. Firefly... finalmente em Portugal. O sabotador que terá tempo de ecrã no novo filme "Retaliação" a estrear este mês de Março de 2013. Um dos personagens mais estimados dos coleccionadores.


Outra primeira aparição em Portugal foi a da Baronesa, directora de Espionagem dos Cobra. Agora mais conhecida depois de "Ataque dos Cobra", o filme de 2009, era na altura uma figura ainda por ver comercializada por terras lusas. Flint, o oficial de campo especializado em Infantaria era no entanto sobejamente conhecido e curiosamente fazendo "par" com a Baronesa com quem teve um episódio na era Marvel/Sunbow. Coincidência ou não, apareceram juntos.


Se houve quem achasse que a versão "Rise Of Cobra" da Baronesa a fazia magra, o que dizer desta? Tentaram usar as linhas da figura de 1984 (EUA, nunca lançada em Portugal) mas com uma cara muito estranha e um corte de cabelo curto que em nada se assemelhava à famosa Diva dos Cobra. Flint estava perto do porte normal.


E por falar em senhoras, Agent Scarlett, que se pode (e deve) associar a Scarlett, Agente de Contra-Espionagem, outras das principais personagens de G.I.Joe que também entrou em "Rise Of Cobra" embora a sua história tivesse sido adulterada. Scarlett vinha com o esquema de cores de 1982 e com a sua arma de eleição. Enfrentava Zartan, Mestre de Disfarce. Dispensa apresentações, mas trazia um emblema Cobra nas calças, o que vai um pouco contra a sua natureza independente.


Com este novo Zartan, um capuz removível que revelava... uma cabeça careca... de notar que todas as figuras tinham uma arma "sound attack" que eram encaixadas nos veículos para alterar o som de gatilhos e produzir som de disparos. Tudo interactivo. Era a nova moda...


Finalmente Sgt. Stalker, outra figura da equipa original de 1982, e uma das melhores desta série. O molde, pintura e postura, tudo parecia no lugar. Com ele, uma introdução, o Neo-Viper Commander. Os Neo-Vipers eram a nova tropa de choque dos Cobra...

  
Sgt. Stalker, especialista em inactivação de engenhos explosivos e Neo-Viper Commander, o líder do corpo Neo-Viper têm construção de corpo diferentes como se pode observar. O segundo era aliás feito com o molde de um piloto de combate dos Cobra, Wild Weasel que seria em breve visto em Portugal... isto era apenas o início...

Sem comentários:

Publicar um comentário