domingo, 17 de outubro de 2010

Estilo pós apocalíptico

De volta aos anos dourados de G.I.Joe e a uma das séries de maior sucesso, a 5ª nos EUA. O ano era 1988 e a Portugal chegava a 2ª série "portuguesa", a original de 1986. Com ela, uma panóplia de fantásticas figuras e complexos veículos que rivalizava com a do ano anterior. Um dos veículos que mais me seduziu, foi o Dreadnok Thunder Machine.  


Uma máquina que parecia tirada da série Mad Max que havia concluído em 1985 (Além da Cúpula do Trovão), vinha equipada com 2 canhões rotativos "gatling", e um motor de jacto!


Este veículo era mais uma mostra do poderia da marca em relação às demais. Com pneus em borracha, eixo frontal que se movia para esquerda e direita, placas blindadas amovíveis, e uma quantidade considerável de detalhes, era um brinquedo extremamente completo.


E como todos os veículos de tamanho e preço considerável, continha uma figura original. Thrasher era o piloto/condutor da "Máquina Trovão". Era um Dreadnok, às ordens de Zartan. O seu ficheiro fala-nos da sua infância e juventude de classe média durante a qual nunca nada lhe faltou e nunca nada que lhe tivesse sido dado tivesse tido um fim feliz. Um menino mimado transformado terrorista. A figura é bem capaz de ser uma das melhores de sempre, com deliciosos pormenores como os picos nas caneleiras. A 1ª figura de Thrasher que tive, comprei em 2ª mão por pouco mais de 1.5€ na moeda actual.

 
Este veículo transporta 6 figuras e é sem dúvida alguma um dos meus favoritos. Andei largos anos até encontrar um modelo em perfeitas condições tendo tido cerca de 5 às peças na minha colecção. Actualmente são só 2. Tive vários colegas de escola que tinham esta máquina trovão, mas estranhamente nunca tive a felicidade de ver alguma delas nos tempos que brincávamos juntos. Inexplicavelmente, não era um dos veículos que mais apreciassem, e como tal nunca vinha com eles. Falta de sorte a minha!

Sem comentários:

Publicar um comentário