quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Ataque ao solo!

Em 1988, com a 2ª série (em Portugal) chegava um original de 1984 (EUA). Uma das aeronaves mais queridas dos coleccionadores, uma plataforma de armamento de respeito... O Cobra Rattler Ground Attack Jet!


Baseado no A-10 Thunderbolt II da Fairchild Republic Co., o Cobra Rattler era o avião de ataque ao solo preferido da organização Cobra.


Imagem do catálogo de 1988 lançado em Portugal, e em português! Embora da mesma cor, ou bastante perto, na imagem é usado um Crimson Guard em vez de Wild Weasel, o piloto que vinha com o veículo.


Como referido no catálogo, esta aeronave tinha capacidade VTOL (vertical take off and landing) ou seja, podia descolar e aterrar na vertical. Para isso, tinha havido uma alteração no design do A-10 original de modo a que posicionando os motores nas asas em vez de acoplados à fuselagem, pudesse assim sustentar esta versatilidade.


Além dos 2 motores nas asas, este Rattler havia sido desenhado com um 3º motor, uma vez que este veículo vinha como resposta ao XP-14 que os G.I.Joe (ou Action Force em Portugal) havia posto ao serviço no ano anterior. Assim, a velocidade do "lento" A-10 era substancialmente aumentada e fazia desta versão Cobra, também um jacto de alta velocidade.


Além do canhão CDV-9B "Jawbreaker", que era uma evolução do Avenger de 30mm usado no A-10 (já de si uma arma poderosíssima) , este "mata-tanques" trazia nas suas asas 6 bombas de fragmentação, 2 mísseis guiados, 2 mísseis electro-ópticos e 4 mísseis de curto alcance.


Para defesa em "dogfight" ou conflitos a baixa velocidade, e de certo modo um repescar de conceitos menos vistos em aeronaves modernas, vinha também equipado com uma torre de tiro de canhões gémeos de 40mm.


Além da cor típica dos veículos do inimigo, o "Cobra Blue", os detalhes neste brinquedo eram de apreciar. O trem de aterragem, os detalhes na fuselagem, todo o visual do avião eram dignos de nota alta. Infelizmente, fosse por questões de marketing ou falta de fundos, esta alma foi-se perdendo no princípio dos anos 90, mas até lá, muitos anos e muitas séries trouxeram diamantes como este. 


Um detalhe que não podia deixar de referir, os painéis com danos de combate. Depois de um furioso duelo com os Joes, podíamos mudar 2 painéis de modo a que o Rattler parecesse "ferido". Genial! 


Incluído com o Rattler, vinha o seu piloto Wild Weasel. Este veterano das guerras na América e África do Sul era um piloto talentoso. Não só reconhecido como Ás entre os Cobra, merecia o respeito dos seus adversários entre os Joes. A sua voz sibilante, apropriada à facção que defendia, pensava-se ser resultado de um acidente num dos seus ataques a baixa altitude.

   

Sem comentários:

Publicar um comentário