sábado, 10 de dezembro de 2011

Personagem do dia: Lady Jaye

Um dos personagens de maior longevidade na história da guerra entre G.I.Joe e Cobra, foi Lady Jaye. Especialista em operações secretas teria muito mais protagonismo na TV do que na linha de brinquedos.


Sendo que as séries televisivas baseadas em linhas de brinquedos não eram (e ainda são) mais que "anúncios de meia hora" a figuras e veículos, ter sido descontinuada ao fim de 2 anos de comércio tornou-a mais tarde numa figura que muitos lamentaram não conseguir.


O equipamento de vigilância estava associado à sua especialidade. Na série de TV da Marvel/Sunbow, Lady Jaye viria a ser mais conhecida pelo lançamento de dardos, peculiaridade que lhe foi atribuída pelo escritor (e co-criador da figura) Ron Friedman, uma referência na escrita e desenvolvimento do que são hoje os desenhos animados de referência.

 

Uma das poucas figuras femininas da linha (e a 1ª e única em Portugal até 1988), é considerada uma das melhores figuras femininas de sempre. De notar que é original de 1985(EUA), chegando a Portugal com a série de estreia em 1987. Na altura foi das últimas figuras que adquiri, mas hoje sinto-me bastante satisfeito por fazê-lo mesmo que tardiamente (para fazer parte de arriscadas missões de infiltração).


Embora Lady Jaye tenha seguido muito para lá das série da Marvel/Sunbow, chegando mesmo "a Portugal" na sua já relativamente diferente personalidade construída pela DIC, era de facto um fenómeno de popularidade que não poderia ser ignorado. Muito devido à talentosa Mary McDonald Lewis que não só partilhava uma extraordinária semelhança física com a personagem, como a representava com uma voz perfeita. A Lady Jaye dos desenhos animados era no entanto diferente da figura. Não tinha o chapéu e a farda era algo diferente. Também não usava a espingarda de dardos mas sim, como referi acima, lançava-os com as diferentes pontas que trazia sempre consigo. Só muito recentemente é que foi comercializada (nos EUA) a versão "TV" desta fantástica mulher de acção que tinha um fraquinho (correspondido) por Flint, o seu oficial superior!


Segundo a sua ficha original, Alison Hart-Burnett era como havia referido, agente de operações secretas. A seu cargo estavam também os registos de equipamento e pessoal e tinha assim uma função administrativa e de respeito entre os Joes. O seu ligeiro sotaque Gaélico foi deixado de parte na série de TV. A sua capacidade mímica e de domínio de línguas estrangeiras era um factor decisivo na sua função. Tudo isto num corpo de Ranger.   

 

Sem comentários:

Publicar um comentário