segunda-feira, 23 de abril de 2012

Rise of Cobra: Colecção 1, Vaga 1

Em 2009, com o lançamento do filme (Rise of Cobra), voltavam os G.I.Joe a Portugal. Não era a 1ª "ressureição", mas era a 1ª apoiada por todo uma manobra publicitária em torno da película. Nos Estados Unidos, o cenário estava longe de ser semelhante, uma vez que a única paragem se deu entre 1994 e 1997.


Em Portugal, foi uma grande superfície a "abrir hostilidades" ao lançar (aparentemente sem saber) a 1ª vaga de 2 colecções (1 e 2, naturalmente). O termo "vagas" veio da necessidade de diferenciar conjuntos de figuras lançadas no mesmo ano (mesma série). Quem conhecia a outra pérola da Hasbro (Star Wars) estava dentro do esquema e saberia o que esperar, e quanto ia gastar com o passar dos meses...


A um preço exorbitante por figura (comparitavamente aos EUA), a Europa tinha de novo o prazer de comercializar esta marca que definiu e redefiniu durante décadas o conceito "figura de acção". Em Portugal, a 7 de Julho de 2009 (mais de um mês antes da estreia oficial em Portugal - 13.08.09) finalmente chegariam. E com uma promoção que acabava por reduzir o preço ao valor justo (cerca de 7 dólares por figura, que era o habitual).


Do total de 6, a 1ª colecção da 1ª vaga incluía 5 dos mais conhecidos personagens. E na realidade, se compararmos as 2 (que em Portugal saíram no mesmo dia) esta 1ª está muito bem pensada. 


Snake Eyes, Ninja Commando (em Português lia-se ninja silencioso e misterioso).


Se contarmos com todas as versões alguma vez lançadas, esta era 43ª forma desta figura. Impressionante.


Conrad "Duke" Hauser, Desert Ambush (Comandante de Comboio Militar).


Provavelmente uma das melhores figuras da série "Rise of Cobra".


Baroness, Attack on the G.I.Joe Pit (Perigosa Mestre de Espionagem).


Embora estranha nalgumas poses, outras se conseguiam em que a figura ficava verdadeiramente espectacular.


Um detalhe a assinalar, os óculos eram de facto um acessório...


Storm Shadow, Ninja Mercenary (Implacável Mercenário Ninja).


Outra das figuras que mais versões já tinha (esta era então a 32ª).


Destro, Weapons Supplier (Fornecedor de armamento para as Indústrias M.A.R.S.). Uma má tradução, uma vez que as M.A.R.S. Industries (Military Armaments Research Syndicate) eram dele.


James McCullen, mais tarde Destro.


Neo-Viper, Attack on the G.I.Joe Pit (comandos com força sobre-humana).


A poderosa infantaria dos Cobra. Podiam ter escolhido entre um vasto leque de Vipers, mas optaram pelo criado originalmente em 2002. Podia ser pior.

Sem comentários:

Publicar um comentário