segunda-feira, 25 de junho de 2012

GIJoe Retaliation: 3D tem costas largas!

Pois é, a desculpa foi um pouco difícil de engolir e embora não seja oficial, os rumores geralmente antecedem a constatação da realidade, tinham morto o DUKE!!!


Depois dos lançamentos dos trailers e (talvez) demasiada ênfase em Roadblock, começou a gerar-se um ruído em torno da possível morte do "Captain" Hauser, Duke em Retaliation. Fosse no ataque em larga escala dos Cobra com vista a eliminar (sob ordens do "Presidente") grande parte da equipa ou mais tarde no filme, a revolta dos fãs com a possibilidade, pôs aparentemente as câmeras de novo a rodar.

 
Duke não pode morrer. Nunca. Nem de velhice. Posto isto, Duke é um original de 1983, uma das primeiras figuras de G.I.Joe e o líder das tropas no terreno. Não bastou a quantidade de barbaridades postas em prática no 1º filme como mudar a cor de pele de Ripcord (com tantos personagens afro-americanos na linha por onde escolher), fazer de Covergirl uma mera secretária de Hawk (e matá-la), de Scarlett uma menina betinha, queriam agora aniquilar o porta-estandarte dos Joes. Isso não! 


A verdade é que já em 1987 a Marvel/Sunbow o havia pensado, mas depois da reacção negativa à morte de Optimus Prime no filme de 1986 "The Transformers - The Movie", voltaram aos estúdios de som para gravar novas linhas e evitar uma tempestade desnecessária.


"Hollywood" tende a fazer coisas que ninguém entende, muitas vezes tomando decisões que adulteram histórias em que os filmes se baseiam. Já dizia Tom Clancy com alguma piada, Chamo-me Tom Clancy, e escrevi o livro que eles ignoraram (em referência a "A Soma de Todos os Medos"). Há quem diga que Hollywood se tornou pro-vilões, mas não abusem.  Duke não é "só" um Joe, é o pináculo da esperança, do acreditar, do esforço e da humildade. É a imagem dos G.I.Joe. Sargento-Mor, respeitado e seguido por oficiais de carreira, é a imagem paternal no seio da equipa. E matá-lo provaria o quê, exactamente?  

Sem comentários:

Publicar um comentário