segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Estações de batalha

Voltando às "battle stations", voltamos uma vez mais ao ano de lançamento de G.I.Joe (na altura Action Force) em Portugal. As que hoje vemos foram também estrelas do 1º anúncio televisivo.


O Cobra Bunker é uma estação de batalha assumidamente ligada a uma outra, a G.I.Joe Air Defense. A razão desta ligação tinha a haver com o facto deste bunker ao ser "atingido" por um míssil daquela estação, desmontar-se em partes.  


Além do fantástico detalhe da cobra esculpida no exterior, o interior desta estação era uma pequena maravilha. Além do mais, sendo encostada a uma parede, dava a ideia de continuidade, dado o facto de ser construído em "corte frontal".


Tendo já feito referência ao amarelecimento dos materiais, esta imagem é uma vez mais comprovadora. Este é, de facto, o meu 1º Air Defense. E o dano dos anos de aventuras e combate frente aos Cobra está bem visível.


Para atenuar a dor, acabei por comprar mais tarde outro. Aqui em versão norte-americana, e praticamente imaculada. Há quem defenda que esta "battle station" não é mais que uma má ideia para a linha, mas eu penso que não há força militar (dos anos 80/90) que pudesse passar sem o velho sistema "SAM".


Uma pequena nota no que toca a variantes. Era muito comum haver uma escolha diferente de plásticos e até de coloração entre as versões G.I.Joe e Action Force. Vamos poder ver muitos exemplos. A uns farei referência, outros embora possa não fazer, é natural que as diferenças existam.

Sem comentários:

Publicar um comentário